domingo, janeiro 25, 2009

Perseverança dos santos!

Portanto, ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles. (Hebreus
7:25)


Começo com a frase se um famoso escritor:

"Quem não entende a palavra "justificado" não entende o cristianismo"
(John Stott)

No nosso meio Cristão é comum vermos pessoas que vão até o altar e se “convertem” várias vezes, isso é comum em todas as igrejas, porém é mais serio do que pensamos, as igrejas estão formando crentes que não entendem a sua salvação.

Mais como podemos entender a nossa salvação?É importante primeiro entendermos a doutrina da Justificação. Quando dizemos que alguém é justificado, isso implica em pensarmos que essa pessoa foi considerada Justa, de algo que fez.A doutrina da Justificação nada mais é que nossa certeza que fomos alcançados pela graça redentora que está na Cruz..

Entendo que uma pessoa pode perder a certeza de sua salvação, mais isso não me leva a pensar que uma pessoa pode perder sua salvação. Podemos cair seriamente, mais não ao ponto de perdemos a salvação,a divida foi paga, Cristo pagou com seu próprio sangue a nossa dívida, ou seja não podemos ser cobrados por algo que já está pago.Vemos isso claramente na vida de Davi.Ele foi acusado de adultério e de conspirar na morte de Urias, ele usou de seu poder como Rei para ter certeza que Urias seria morto na batalha.Davi caiu radicalmente mais não totalmente, ele teve de ser confrontado por um Profeta de Deus, é logo depois ele restaurou sua comunhão com Deus.(Sl 51.)

Pegando o exemplo de Davi temos um caso de um Crente que amava a Deus, que era um homem temente a Deus que caiu parcialmente, mais não ao ponto de perder a sua salvação. Davi em seu intimo poderia até achar que tinha perdido a sua salvação, que Deus não mais o amaria, mais de forma surpreendente um Profeta foi usado por Deus pra mostrar a Davi que Deus estaria sempre com ele.

Mais dois exemplos podem ser citados, um foi o caso de Judas, e o outro foi o de Pedro. Mais qual a diferença desses dois homens? Jesus advertiu os dois quanto à traição, porém no caso de Judas, disse-lhe “O que tens de fazer, faze-o depressa”.
Jesus falou de forma diferente com Pedro:

“Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo”. Eu, porém roguei por ti para que tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece seus irmãos. (Lc 22.31-32).

Note que no texto o que Jesus disse. Ele não disse se, mas quando. Jesus estava confiante de que Pedro iria voltar. Sua queda iria ser radical mais não total e final. [1]

Temos motivos de sobra pra crermos nessa doutrina bíblica – que é de grande importância – que nos dá um conforto realmente muito grande.


Outro ponto importante de ser colocado é quando Paulo coloca em Romanos 8.39:

“Nem altura nem profundidade, nem o presente nem o futuro nem qualquer coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus”.

Paulo coloca de forma clara que NADA, nem NINGUÉM poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, ou seja, a morte de Cristo já mais poderá ser invalidada, como disse a dívida foi paga, não devemos mais nada a ninguém, e nada que acontecer poderá fazer com que percamos a nossa salvação.

“Cristo nos redimiu da maldição da lei quando se tornou maldição em nosso lugar, pois está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado num madeiro” Gl 3.13.

Cristo encerrou com a maldição ele tomou sobre si as nossas transgressões.

Vemos também de forma brilhante em I Pedro 1.3-5:

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, uma herança que jamais poderá perecer macular-se ou perder o seu valor. Herança guardada nos céus para vocês que, mediante a fé, são protegidos pelo poder de Deus até chegar à salvação prestes a ser revelada no último tempo.”

Mais uma vez é colocado pra nós, que nossa salvação e guarda pelo poder de Deus mediante a fé. Também podemos citar Efésios 2.8.

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês é dom de Deus.

A Fé que temos não vem de nós mesmos, é dom de Deus. Temos um intercessor que é Jesus, ele intercede pra que nós não nos percamos( Jo 17.).Confirmando esse versículo temos um dito de Jesus em João 6.37 -39

37 “Todo aquele que o pai me der virá a mim, e quem vier a mim jamais eu rejeitarei.
38 “Pois desci dos céus, não pra fazer a minha vontade mais para fazer a vontade daquele que me enviou.
39 “Esta é a vontade de quem me enviou: que eu não perca nenhum dos que me Deus.


Entendo isso de forma que Jesus jamais perderá algum dos que lhe foram confiados, pois Ele estará fazendo a vontade do seu Pai.

Mais uma vez Paulo nos dá segurança quando escreve ao romanos. No capítulo 8 temos mais um versículo que confirma isso.

32 “Todas as coisas cooperam pro bem dos que amam a Deus”

Tudo cooperará pra nos, isso não implica a dizer que não vamos ter provações, pelo contrário, vamos passar por momentos de desespero, mais teremos a certeza que Jesus estará intercedendo por nós.

Somos povo de Deus.

“ Vocês, porém são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas pra sua maravilhosa luz.

Nós fomos feitos povo de Deus, podemos ilustrar isso assim:

Uma pessoa nascida no Brasil viaja em sua infância pra a Inglaterra e morará lá para sempre, essa pessoa poderá ter nacionalidade Inglesa e com isso poderá exercer o direito de cidadão inglês.
Seria isso que o texto nos coloca, nos não éramos povo de Deus, porém fomos chamados das trevas pra sua maravilhosa Luz. e assim feitos povo exclusivo de Deus.

Deus começa a redenção na eternidade e a consumará na eternidade. Pois, aquele que começou a boa obra nos eleitos, há de completá-la até o dia de Cristo Jesus (Fp 1:6).

Deus irrevogavelmente preserva, pelo seu soberano poder, em amor e santidade, os seu povo em estado de graça até o fim.

Termino com uma frase de Charles H. Spurgeon:

“Não sei como algumas pessoas, as quais crêem que um Cristão pode cair da graça, conseguem ser felizes.”.

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Paul Washer

Está em espanhol, mas a mensagem é muito boa. Vale a pena ver o video.